Tecpar passa a integrar Rede Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação das Universidades Estaduais
01/06/2021 - 12:24

A Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti) incluiu o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) na Rede Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação das Universidades Estaduais. A inclusão foi disposta na Portaria Seti 063/21.

A portaria designou como membros da comissão para representar o Tecpar o diretor de Tecnologia e Inovação, Carlos Gomes Pessoa, e o pesquisador do Centro de Informações Tecnológicas do instituto, Bill Jorge Costa.

O diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, ressalta que a inclusão do instituto à rede reforça a parceria do Tecpar junto às universidades. "O Tecpar, como instituto de ciência e tecnologia, tem cumprido seu papel de ser um vetor de inovação no Paraná em ação conjunta com as universidades", observa.

Como exemplos dessa aproximação estão o Grupo de Trabalho, entre Tecpar, Seti e universidades estaduais, para realizar novas avaliações de produtos imunobiológicos e o apoio do instituto ao desenvolvimento da vacina em estudo da Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Aldo Nelson Bona, superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, destaca a importância da rede, que reúne ativos tecnológicos que recebem investimentos públicos. "O objetivo em se trabalhar em rede é compartilhar estruturas e equipes para realizar projetos em conjunto, para atender as demandas da sociedade. A inserção do Tecpar é fundamental para que a rede possa contar com este importante instituto para trabalharmos em conjunto, com mais resultados para o Paraná e o Brasil na área de ciência e tecnologia", afirma Bona, acrescentando que a intenção é expandir a articulação da rede com as demais instituições de ciência e tecnologia e institutos de pesquisa do Paraná.

A Rede Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação das Universidades Estaduais, tem os seguintes objetivos, de acordo com a resolução que a criou:

I. Consolidar a integração das iniciativas de CT&I das Universidades Estaduais

II. Alinhar as ações e promover intercâmbio das Procuradorias Jurídicas das IEES em prol da CT&I

III. Ampliar a captação de recursos econômicos e financeiros pelas IEES

IV. Aperfeiçoar o uso compartilhado de infraestrutura de P&D já instalada nas IEES

V. Ampliar o intercâmbio de competências de CT&I entre as IEES

VI. Aumentar a visibilidade das ações de CT&I das IEES junto à comunidade acadêmica e sociedade

VII. Articular as diferentes regulamentações da Política de Inovação das IEES

VIII. Articular o alinhamento do papel das Agências de Inovação e dos NITs das IEES

IX. Ampliar a integração das IEES com a sociedade e com os ecossistemas e atores de inovação já existentes nas regiões de abrangência das IEES

X. Criar uma base metodológica e operacional para a constituição da Rede Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação que abrangerá em um segundo momento, todas os demais atores de CT&I do Paraná (ICTs, NITs, IES, Parques Tecnológicos etc.)

Últimas Notícias